Inaugurada em 1965, o Edifício Itália fica no centro da cidade (à Avenida Ipiranga) com seus 46 andares, 19 elevadores e 6.000 m² envidraçados.

Recentemente voltei lá, em minha segunda visita a um dos pontos com vista mais privilegiada da cidade.

Dali pode se avistar,por exemplo, logo ao lado, o edifício Copan, projeto de Niemeyer na década de 50. Além disso, dá pra ver bem o intenso tráfego de helicópteros (São Paulo tem a 3ª maior frota mundial, atrás apenas de Tóquio e Nova York).

O mirante do último andar divide espaço com o Terraço Itália, que ocupa também o andar inteiro imediatamente abaixo. Com dois salões de restaurantes e outras salas menores para eventos, a equipe de mais de 100 pessoas é capitaneada pelo chef Samuele Oliva.

Couvert: cesta de pães, antepasto de berinjela, patê de fígado e manteiga.

Aos almoços a casa disponibiliza um menu-executivo por R$ 72,00. Dentre os pratos principais existe opção de filés, peixes, camarão, bacalhau, cordeiro, pato, etc.

ENTRADA - parmegiana de berinjela com presunto cru. O garçon, ao trazer à mesa, alertou: "Cuidado, porque o prato está muito quente." Isso era quase desnecessário, pois mesmo dava pra sentir o intenso calor emanado.

PRINCIPAL - magret de canard ao molho de blueberry, sauté de fundo de alcachofra, e batata rösti.

No molho do magret, além dos blueberries tradicionais, havia outra frutinha amarela, mas com personalidade característica as frutas vermelhas. Alguém conhece/sabe identificar?

SOBREMESA - "brownie" de frutas vermelhas com sorvete de baunilha. A massa provavelmente é de chocolate branco, adquirindo tom rosado devido às berries maceradas e pontos esverdeados de pistache. Grande idéia!

E corre pro aeroporto pra não perder o vôo!!!

Anúncios