Nessas férias passei por Curitiba e conheci um prato muito apreciado por lá – a “carne de onça” (reveja clicando aqui). Já que eu gostei, e a criançada também, por que não replicá-la em casa?!

Ao comprar/separar ingredientes, alguns itens acabaram mais apropriados ao preparo de um steak tartare. Já que a receita ficou no meio caminho entre um e outro, criamos uma nova modalidade: o tartare de onça!!!

=1

350gr de carne bovina (patinho)

1 colher de sopa de mostarda anciénne

3 picles tipo relish

2 colheres de sopa de shoyu

1 colher de chá de catchup

½ unidade de cebola roxa

2 colheres de sopa de cebolinha picada

1 ovo

Elimine todas as membranas do patinho, deixando unicamente a fibra vermelha. Pique finamente na ponta da faca (usar um moedor, se você tiver em casa, não vai ofender ninguém). Corte o picles e a cebola roxa numa brunoise miúda. Num bowl misture carne, mostarda, catchup, shoyu, picles, e tempere com pimenta-do-reino a gosto.

O curitibano costuma servi-lo espalhado sobre uma fatia de pão. Cubra com um

O curitibano costuma servi-lo espalhado sobre uma fatia de pão. Cubra com um pouco da cebola e outro tanto de cebolinha.

Como nosso prato é uma "licença poética", moldei um bolo com a carne, cubri com cebola roxa e cebolinha, coroei com uma bela gema de ovo, um fio de azeite, e salpiquei flor-de-sal.

Como nosso prato é uma “licença poética”, moldei um bolo com a carne, cubri com cebola roxa e cebolinha, coroei com uma bela gema de ovo, um fio de azeite, e salpiquei flor-de-sal.

Pra ficar perfeito, acompanhe com uma DUAS geladíssimaS cervejaS. Bom fds!

Anúncios